Notícias
03/05/2017
Formação continuada de trabalhadores do ESDE, campo experimental de Brasília
Equipe de coordenação

Dando sequência ao trabalho de formação continuada de trabalhadores, a equipe de coordenação organizou um programa de temas doutrinários, que passou a ser desenvolvido, a partir do primeiro semestre de 2017, numa série de encontros semanais, em formato de grupo de estudo, à semelhança dos demais grupos de estudo do ESDE. O grupo criado, com a denominação de Grupo de estudos doutrinários espíritas – GEDE, tem por objetivo estudar, em quatro módulos diversificados, temas específicos da Doutrina Espírita, devidamente selecionados, buscando aprofundá-los por meio da reflexão e da pesquisa. Cada módulo terá, em princípio, a duração de um semestre.

O programa do GEDE não se organiza por conteúdos dispostos em subsídios previamente elaborados, mas se orienta por uma bibliografia específica para cada tema, deixando-se ao grupo a liberdade de conduzir os estudos, de acordo com o interesse de seus participantes.

Ao final dos quatro módulos, o programa se reinicia. O ingresso de novos participantes poderá dar-se em qualquer momento, durante os estudos. O GEDE, embora direcionado aos facilitadores, estagiários e demais trabalhadores do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita, é aberto a todos os interessados no trabalho no ESDE. No transcorrer de suas atividades, o grupo deverá passar por constantes avaliações, inclusive no tocante à conveniência de serem introduzidos novos temas em seu ciclo de estudos.

O GEDE funciona aos sábados, em dois horários:  à tarde (TGEDE) e à noite (NGEDE). Em virtude de ser o horário da tarde mais propício à participação dos facilitadores e estagiários, cujas atividades na condução dos grupos de estudo se desenvolvem, em geral, à noite, o TGEDE se constituirá naturalmente no núcleo central de sua participação, reservando-se o NGEDE, de preferência, aos participantes que concluíram o Estudo Sistematizado e se interessem pelo trabalho no ESDE.

O método aplicado no GEDE é o mesmo usado nos grupos dos programas fundamental e complementar: o participativo, com foco no diálogo, dentro da perspectiva de acolhimento e convivência, com incentivo à discussão, à consulta da bibliografia e à pesquisa. Tal circunstância dá ensejo ao aprofundamento de certas questões, ampliando o debate, a reflexão e a contextualização dos assuntos, tudo isso com vistas a propiciar condições para o aprimoramento do estudo doutrinário. Além disso, a vivência do método reflexivo-dialógico, no decorrer dos estudos no GEDE, propiciará oportunidade para a formação continuada de seus integrantes também nas questões de aprendizagem. Dessa forma, o GEDE pretende ser o centro da formação continuada de trabalhadores do ESDE, com a presença de todos aqueles que integram ou busquem integrar o setor.

Por outro lado, vale ressaltar que o TGEDE, em especial, deverá transformar-se, pelas razões acima expostas, num ponto de encontro de todos os trabalhadores do ESDE, num espaço de convivência, enfim, uma vez que seu programa de estudo, flexível, propiciará ensejo à realização de todas as atividades necessárias ao bom andamento dos trabalhos do ESDE, quer sejam elas de estudo propriamente dito, quer sejam administrativas, ou, ainda, de discussão de assuntos concernentes à aprendizagem.

Além do GEDE, a formação continuada de trabalhadores será desenvolvida por meio de:

  1. Reuniões para estudo reflexivo de temas evangélicos.
  2. Encontros específicos para formação de estagiários, além de treinamento em serviço sob a supervisão de seus respectivos facilitadores.
  3. Realização de tarefas determinadas, sob a supervisão da Equipe de coordenação.