Notícias
01/05/2017
Modelo de trabalho do ESDE, em seu campo experimental de Brasília
Equipe de coordenação

O ESDE da FEB, em Brasília, tendo em vista suas características de campo experimental, tem buscado observar em sua organização e funcionamento, quanto possível, os princípios gerais da educação de adultos, enfatizando alguns pontos dentro da filosofia e das peculiaridades de trabalho da Casa.

São esses pontos:

  • Administração colegiada, buscando, inclusive e na medida do possível, apoiar as decisões da Equipe de coordenação na opinião consensual de seus trabalhadores.
  • Acolhimento, como prioridade.
  • Construção de um espaço de convivência, em sua dimensão relacional, pelo fortalecimento de vínculos afetivos, com interação de valores, tais como, respeito mútuo,  confiança, liberdade,  fraternidade,  cooperação,  esclarecimento,  orientação e  consolo.
  • Favorecimento do protagonismo e da liberdade.
  • Aplicação do método reflexivo-dialógico na condução dos estudos programados.
  • Utilização de recursos, em geral, para estimular reflexões e discussões do grupo, evitando seu uso apenas para veiculação de informações de conteúdos doutrinários.
  • Priorização do manuseio do livro espírita pelos participantes dos grupos de estudo, com vistas a sua utilização como instrumento de reflexões, discussões e compartilhamento de experiências.
  • Crescente desescolarização em todos os aspectos administrativos, especialmente no que diz respeito ao controle de frequência dos participantes.
  • Formação  continuada de trabalhadores, tanto no aspecto doutrinário quanto no de aprendizagem.
  • Acompanhamento fraternal do envolvimento de trabalhadores e participantes nas atividades programadas.
  • Avaliação permanente das atividades, dando ênfase às avaliações não formais, como efeitos da interação grupal.
Fonte: Equipe de coordenação